Blog da JusCash

Insights, dicas e ferramentas para gestão financeira de advogados e escritórios de advocacia.


28 de março de 2024
Advocacia

Carreira no Direito: conheça os desafios de cada fase da Advocacia

Escrito por: Equipe JusCash

Carreira no Direito: conheça os desafios de cada fase da Advocacia

Escrito por: Equipe JusCash

Compartilhe nas redes:

Entender quais são os ciclos da carreira do advogado é fundamental para um planejamento de longo prazo bem-sucedido!

Durante sua carreira, os operadores do Direito enfrentam diversos desafios relacionados ao exercício da advocacia. Eles costumam variar conforme o momento em que o profissional está: desde o estágio até a possível gestão de seu próprio escritório.

Os advogados não recebem o preparo para enfrentar essas questões durante sua formação. Contudo, ao longo da carreira, a maneira como conseguem enfrentá-los é decisiva para o seu sucesso profissional.

As dificuldades vão se transformando ao longo da carreira: alguns ficam mais simples e outros mais complexos. Quando se trata da gestão financeira e das relações com outras pessoas, costumam ser ainda maiores.

Por este motivo, neste artigo sobre a carreira no Direito, vamos falar sobre os desafios de cada fase da Advocacia, o que eles têm em comum e algumas estratégias para enfrentá-los. Continue essa leitura e saiba como se preparar!

Os ciclos de carreira do advogado

Fase aprendiz

Durante seus anos de estudo e quando são inseridos no mercado de trabalho, os advogados aprendizes precisam desenvolver suas habilidades técnicas, o conhecimento sobre as relações humanas e uma postura profissional.

Esse é o momento em que o futuro profissional começa a diferenciar os perfis organizacionais de cada escritório. Também precisa desenvolver as habilidades de flexibilidade e adaptação para se adequar aos padrões do local de estágio. Futuramente, essas habilidades serão usadas para lidar com clientes, juízes, colegas e sócios. 

Neste momento, o profissional começa a ter contato com as principais habilidades necessárias a um advogado:

  • Respeito aos prazos;
  • Organização de tempo e tarefas;
  • Cumprimento de suas responsabilidades;
  • Flexibilidade;
  • Adaptação;
  • Capacidade técnica.

Além disso, durante o estágio, os aprendizes têm a oportunidade de identificar a área do direito na qual realmente querem atuar. Esta é uma fase de adaptação, ajuste comportamental e definição sobre o futuro de sua carreira.

Fase advogado iniciante

Após a inserção do advogado no mercado de trabalho, os desafios envolvem a decisão de trabalhar como advogado contratado ou empreender. 

Desafios do advogado contratado

Cobrança por produtividade, eficiência, comprometimento e disponibilidade fazem parte da nova rotina. A flexibilidade aprendida durante o estágio será usada para manter o bom relacionamento com seus colegas e líderes.

Outro  grande desafio é a gestão de sua imagem pessoal dentro do escritório para sua permanência no longo prazo ou para a criação de uma rede de networking. O advogado também pode visar se tornar sócio do escritório. Para isso, precisará se destacar na produção jurídica ou trazer novos clientes.

Desafios do advogado empreendedor

Quando o advogado decide abrir seu próprio escritório, é necessário:

  • Ter domínio sobre a execução das tarefas jurídicas;
  • Possuir uma boa rede de networking;
  • Conseguir transformar contatos em contratos;
  • Contar com recursos financeiros para sustentar a si e ao escritório por, pelo menos, dois anos.

Por isso, nesse período é comum que os advogados optem por trabalhar em um escritório até que tenham condições de empreender.

Independente da estratégia adotada, a principal habilidade que o advogado iniciante deve desenvolver é a capacidade de captar clientes. Ela é crucial para que o advogado possa definir sua estratégia de carreira, pois abre oportunidades tanto para quem quer montar seu próprio escritório quanto para uma eventual sociedade no escritório onde trabalha.

Fase de expansão e referência

Chegamos à fase de consolidação do advogado. Nesse momento, os desafios estão relacionados à expansão do mercado e a tornar-se uma referência em sua área de atuação, enquanto se dedicam à gestão de clientes e do escritório. Assim, suas novas preocupações passam a ser com:

  • A rentabilidade da carteira;
  • Eficiência da equipe;
  • A construção de uma marca forte para o escritório;
  • O desenvolvimento da marca pessoal do advogado;
  • A manutenção e o cuidado de seus clientes;
  • A captação de novos clientes.

Assim, as habilidades necessárias neste momento estão mais relacionadas à gestão de pessoas, do seu tempo e do próprio escritório. O advogado se vê diante de decisões como:

  • Expandir a sociedade;
  • Profissionalizar o escritório;
  • Delegar responsabilidades de maneira coerente;
  • Refletir sobre o modelo de advocacia praticado;
  • Buscar mais rentabilidade enquanto atende menos clientes;
  • Ou expandir a carteira e ter o alto volume de clientes como fonte de renda.

Essas são importantes decisões, que devem ter como base o mercado e a área de atuação, além dos diferenciais competitivos do advogado. Também é preciso considerar a capacidade da equipe de entregar um serviço diferenciado e que agregue valor aos clientes.

Fase consolidado

Nesta nova etapa, o principal objetivo é fazer a manutenção de sua reputação e da participação de mercado já conquistada. Assim, o foco é a solidificação de relacionamentos com parceiros e clientes, bem como o investimento contínuo em: performance de gestão do negócio, investimento na marca do escritório e qualidade da produção jurídica.

Além disso, é preciso lidar com o desafio da expansão para novos nichos e evitar a acomodação. Com uma reputação e um networking consolidados, é possível expandir sua carteira e atingir novos segmentos.

Outro ponto importantíssimo é a manutenção da satisfação dos clientes. Assim, a gestão do escritório deve ser focada nos clientes, que podem potencializar ou trazer danos à reputação do advogado ou escritório no mercado.

Fase de adaptação

Após atingirem seu auge, os advogados enfrentam outro enorme desafio: se adaptar às mudanças do mercado. Pode ser que esses profissionais passem a vivenciar um cenário diferente daquele em que provaram seu valor, por isso precisam enfrentar o desafio de manter sua reputação diante do mercado.

Esse período demanda do profissional um exercício de autoavaliação sincera para identificar seus pontos positivos e negativos, bem como os reais alicerces que sustentam e fizeram a diferença em sua carreira. Essa análise permite a manutenção da liderança no mercado e automotivação. 

O que todas essas fases têm em comum?

Todos os ciclos da advocacia têm algo em comum: desafios permanentes e a necessidade da tomada de decisões estratégicas. Porém, é importante destacar que não há uma sequência linear entre esses ciclos.

Isso porque cada advogado possui uma realidade distinta: alguns já iniciam com uma grande estrutura, e outros precisam buscar se estabelecer profissionalmente como advogados contratados.

Contudo, assim como em outras profissões liberais, a imagem e a reputação do advogado são seus grandes produtos. Além disso, o profissional é o único responsável por sua própria carreira, e constantemente precisa tomar decisões visando seu crescimento.

Além disso, em todos os ciclos, o advogado precisa contar com recursos para tirar seus projetos do papel. Nas primeiras fases, esse é um grande desafio, mas mesmo advogados consolidados precisam de recursos para investir na expansão do seu negócio.

Além disso, à medida em que vai conseguindo mais clientes, precisa estruturar uma organização financeira. Isso porque os processos podem demorar meses e até anos para serem concluídos e o advogado receber seus honorários.

Em todos esses contextos, a antecipação de honorários advocatícios é providencial para manter as finanças em dia e investir na ampliação de seu negócio e na estruturação de sua carreira.

Conclusão

A carreira no direito passa por diversas fases, repletas de aprendizado e desafios. Lidar com pessoas, aprender a gerenciar o escritório, administrar sua imagem pessoal e construir uma reputação sólida são questões com as quais o advogado terá que saber tratar ao longo de toda a sua carreira.

Outra questão importantíssima é o equilíbrio financeiro. Isso porque lidar com a imprevisibilidade de renda e com a morosidade do sistema judiciário requer do profissional fortes habilidades de gestão financeira.

Em todas as fases da sua carreira, a JusCash está disponível para te ajudar com a antecipação de honorários para realizar seus planos! Conheça nossa solução!

Confira as postagens mais acessadas

Planilha controle financeiro

Baixe grátis a nossa planilha de controle financeiro para advogados

Administrar as finanças de um escritório de advocacia pode ser uma tarefa muito complicada. Isso porque envolve divers
Continue lendo Continue lendo

Como se preparar para aposentadoria sendo advogado autônomo

Você já se perguntou se advogado autônomo precisa contribuir com o INSS? A resposta é sim! Entenda por que neste art
Continue lendo Continue lendo
Destaque de honorários contratuais

Destaque de honorários contratuais: o que é e qual a importância?

O destaque de honorários contratuais deve ser requerido pelo profissional do Direito ao longo do processo para evitar p
Continue lendo Continue lendo