Blog da JusCash

Insights, dicas e ferramentas para gestão financeira de advogados e escritórios de advocacia.


13 de junho de 2024
Advocacia Organização Financeira

Cuidados na compra e venda de RPV e outros créditos judiciais

Escrito por: Equipe JusCash

Cuidados na compra e venda de RPV e outros créditos judiciais

Escrito por: Equipe JusCash

Compartilhe nas redes:

A compra e venda de RPVs é muito vantajosa tanto para o advogado ou cliente, que está com o dinheiro parado, quanto para a empresa compradora. Mas, é preciso cautela para vender seus créditos de forma realmente vantajosa.

As Requisições de Pequeno Valor (RPVs) são cartas de crédito referente a dívidas do governo devido a processos judiciais. Essas requisições costumam ser pagas rapidamente, já que possuem um baixo valor. 

O poder público está entre os maiores devedores do Brasil quando se trata de processos judiciais. Por isso, a operação de compra e venda de RPVs e outros créditos judiciais é uma ótima solução para driblar a demora para o pagamento dos valores devidos.

Apesar de o mercado de compra e venda desses títulos estar em pleno crescimento, é necessário tomar alguns cuidados. Isso porque essas transações também envolvem riscos, como a desvalorização do título e a possibilidade de fraudes.

Por esse motivo, é essencial se informar e se preparar para ter a garantia de que está realizando uma transação segura. Continue essa leitura e confira as dicas da JusCash!

Afinal, o que é RPV e créditos judiciais?

As RPVS são requisições de pagamentos emitidas pela Justiça para o pagamento de uma dívida quando um órgão público perde um processo judicial. O documento é emitido quando não cabe mais recurso para a ação em questão.

O valor da RPV costuma ter o limite de 60 salários mínimos, dependendo se o órgão é estadual ou municipal. Porém, cada ente federativo tem o poder de editar sua própria lei para definir o valor da RPV.

Como os valores são mais baixos, o processo de pagamento costuma ser mais rápido. As RPVs costumam ter o prazo de 90 dias para depósito. Porém, isso nem sempre acontece, e em situações adversas, o cidadão pode ter que esperar meses para receber seu dinheiro.

Descubra a diferença entre precatório e RPV!

Como funciona a compra e venda de RPVs?

O mercado de compra e venda de RPVs é bastante amplo, com diversas empresas e compradores dispostos a adquirir esses créditos. 

A venda de RPVs é uma ótima opção para quem deseja receber seus valores de forma antecipada, sem esperar pelo processo de pagamento do governo. Por outro lado, para os investidores a vantagem está na possibilidade de lucro com o valor integral no futuro. 

Porém, é preciso ter muita atenção, já que existe o risco de fraudes devido a empresas que prometem a compra, mas não cumprem o cardo. Por isso, é fundamental que os vendedores pesquisem cuidadosamente e busquem por empresas confiáveis, como a JusCash.

Qual é o momento para a compra e venda de RPVs?

É muito importante entender os fatores que influenciam no valor de um RPV para garantir uma boa negociação. Em primeiro lugar, é preciso entender que o valor nominal do RPV pode não ser o valor pelo qual ele será vendido.

Isso porque o mercado de compra e venda de RPVs tem a influência de fatores como: oferta e demanda, e urgência do vendedor em receber os valores. Os principais fatores que influenciam no valor são:

Data de emissão do RPV

Quanto mais próximo do pagamento o RPV estiver, a tendência é que ele seja mais valorizado e seu valor seja mais alto.

Expectativa de pagamento

Da mesma forma, a estimativa quanto à probabilidade de quando o RPV será pago influencia em seu valor.

Taxa de juros

A taxa de juros aplicada sobre o valor devido pode influenciar no valor final do RPV em questão.

Deságio

Desconto percentual aplicado sobre o valor total do RPV, e que influencia no valor final recebido. Na JusCash, por exemplo, o deságio é personalizado de acordo com cada caso para chegar à melhor condição para ambas as partes.

Deságio na antecipação de recebíveis: saiba tudo sobre o assunto!

Assim, antes de vender seu RPV, é necessário considerar todos esses fatores e buscar pelo comprador que oferece as melhores condições. Isso te ajudará a estar mais preparado para a negociação e para uma tomada de decisões informada. 

Como encontrar um comprador confiável para seus RPVs?

Realizar a compra e venda de RPV com um comprador confiável é fundamental para garantir que a transação seja vantajosa e segura. Confira as dicas da JusCash para te ajudar nesse processo:

  1. Faça uma busca dos compradores potenciais

Faça uma pesquisa para identificar empresas e investidores especializados na compra de RPVs. Busque referências no mercado, consulte empresas regulamentadas na internet e peça indicação de colegas.

  1. Analise as credenciais e o histórico da empresa

Após identificar os potenciais compradores, é necessário investigar fatores como sua reputação. Para isso, busque depoimentos e avaliações de outros possíveis clientes em sites de reclamação ou fóruns especializados.

Dê preferência a compradores que têm um histórico comprovado de transações realizadas com sucesso. Também prefira empresas especializadas em RPVs, pois elas já têm conhecimentos sobre os trâmites desse tipo de transação.

Busque por compradores que ofereçam um processo de compra transparente, com informações claras sobre prazos, taxas e condições. Por fim, veja se o comprador cumpre todas as regulamentações do setor, observando as leis de proteção do consumidor, LGPD e práticas éticas.

A pesquisa e análise de compradores aumentará muito suas chances de identificar um parceiro de negócios confiável e evitar fraudes.

Compra e venda de RPV: por que fazer com a JusCash

A JusCash é uma empresa especializada na compra e venda de RPVs e outros créditos judiciais. A empresa, que foi criada por advogados para atender às necessidades dos advogados, atua nesse ramo há quatro anos e já atendeu mais de 500 clientes.

Com atuação nacional, em seus anos de existência, a JusCash já comprou mais de R$ 20 milhões em créditos judiciais. Trata-se de uma empresa séria, com tratamento próximo e humanizado para acolher e atender às necessidades do advogado.

Para a antecipação de créditos judiciais por meio de RPV, é necessário apresentar a seguinte documentação ao comprador:

  • Dados da ação ou a cópia do processo (em casos de processos físicos) para a JusCash;
  • Análise gratuita do processo: os dados do processo são avaliados pela equipe da JusCash e o advogado recebe um retorno com a proposta;
  • Registro da cessão: após o aceite da proposta, JusCash e cliente assinam o contrato, e o cliente protocola a cessão no processo;
  • Depósito dos valores: os valores combinados no contrato são depositados em até 24 horas após os trâmites de cessão.

Conheça a JusCash e descubra como fazer a compra e venda de RPV de forma segura!

Conclusão

A compra e venda de RPV é uma transação que pode ser muito vantajosa, mas é preciso se atentar aos riscos de golpes e fraudes. Por isso, é sempre essencial buscar por empresas confiáveis e consolidadas para realizar a antecipação.

A JusCash é uma empresa especializada na compra e venda de RPV, e já atendeu a mais de 500 clientes em todo o Brasil. Conte com a confiabilidade de quem já atua há quatro anos no mercado jurídico e tenha acesso ao seu dinheiro quando e como precisar!

Faça a antecipação de seus RPVs com a JusCash!

Continue acompanhando o blog da JusCash para mais informações sobre antecipação de créditos judiciais!

Confira as postagens mais acessadas

advogado autônomo: saiba como declarar seu imposto de renda 2024!

Advogado autônomo: Como se preparar para o imposto de renda? [Guia 2024]

Você sabe quais impostos um advogado deve pagar e como deve declarar seus honorários no imposto de renda? Descubra nes
Continue lendo Continue lendo
Planilha controle financeiro

Baixe grátis a nossa planilha de controle financeiro para advogados

Administrar as finanças de um escritório de advocacia pode ser uma tarefa muito complicada. Isso porque envolve divers
Continue lendo Continue lendo
Destaque de honorários contratuais

Destaque de honorários contratuais: o que é e qual a importância?

O destaque de honorários contratuais deve ser requerido pelo profissional do Direito ao longo do processo para evitar p
Continue lendo Continue lendo